1. Home
  2. Empresa
  3. Fundação Unilever
  4. UNICEF: Saneamento para todos

UNICEF: Saneamento para todos

Como parte do nosso compromisso com a Sustentabilidade, a Fundação Unilever, em parceria com a UNICEF, ajudou centenas de milhares de pessoas necessitadas a obter um melhor acesso ao saneamento básico, ao apoiar o Programa “Community Approaches to Total Sanitation” (CATS) da UNICEF.

A crise do saneamento

Ter acesso ao saneamento é um direito humano básico. Contudo, estima-se que, atualmente, 2,5 mil milhões de pessoas continuam sem ter acesso a saneamento melhorado e 1,1 mil milhões destas pessoas defecam a céu aberto.1 Sem acesso a casas de banho, as pessoas são obrigadas a defecar a céu aberto, colocando-se em risco constante de contrair doenças que podem ser evitadas, como a diarreia e a cólera, bem como a disenteria, pneumonia, vermes intestinais e subnutrição.2 Doenças como a diarreia são a segunda maior causa de morte no mundo em crianças com menos de 5 anos3

Apesar do facto de a proporção de pessoas que pratica defecação a céu aberto ter vindo a diminuir, é pouco provável que o mundo alcance o Objetivo de Desenvolvimento do Milénio em termos de saneamento até 2015.

A mudar comportamentos. A melhorar vidas

Como resposta à crise do saneamento, a Fundação Unilever e a UNICEF estabeleceram uma parceria para melhorar o acesso ao saneamento básico e, por sua vez, ajudar a melhorar a saúde e o bem-estar em geral das pessoas. Além disso, a Domestos, a principal marca de produtos para casa de banho da Unilever, contribuiu para este esforço ao utilizar a sua presença mundial para educar os consumidores sobre a crise do saneamento através de uma campanha de marketing relacionada com a causa.

A Fundação Unilever e a Domestos apoiam o programa CATS da UNICEF, que tem como objetivo promover a procura de saneamento a nível comunitário. Com este apoio, a UNICEF ampliará o âmbito do programa CATS através de três elementos fundamentais:

  • Implementação: criar a procura de casas de banho através da mobilização da comunidade até ao ponto de consciencialização sobre os riscos da defecação a céu aberto.
  • Mudança de comportamentos: acabar com a defecação a céu aberto, apelando ao sentido de responsabilidade e preocupação a nível pessoal e comunitário.
  • Promoção do saneamento: promover comportamentos dominantes através da comunicação social e de mensagens nas escolas e nos centros de saúde.

O apoio da Fundação Unilever e da Domestos contribuirá para o objetivo do programa CATS, que consiste em conseguir que nas comunidades deixe de existir por completo a defecação a céu aberto – as comunidades onde as famílias usam as suas próprias casas de banho e lavatórios. No primeiro ano de parceria, estima-se que o nosso apoio ao programa CATS permita que 600 mil pessoas vivam em comunidades livres de defecação a céu aberto em nove países: Gâmbia, Gana, Nicarágua, Nigéria, Paquistão, Filipinas, Sudão do Sul, Sudão e Vietname.

“A UNICEF está bastante entusiasmada porque, juntas, iremos facilitar o acesso a um melhor saneamento para algumas das comunidades mais carenciadas por todo o mundo. Essencialmente, um investimento no saneamento é um investimento na dignidade humana. Esta parceria é promissora, com enorme potencial para alcançar resultados, uma vez que proporcionamos competências, conhecimentos e experiência complementares face a estes problemas.” – Geeta Rao Gupta, Diretora Executiva Adjunta, UNICEF.

Relatório de progresso

Em menos de um ano, a UNICEF fez grandes progressos no apoio à melhoria da saúde e do bem-estar das pessoas expostas ao programa CATS, com o apoio da Fundação Unilever e da Domestos. Algumas das atividades e progressos relacionados alcançados até à data incluem:

  • através de parcerias com os governos, foi providenciado apoio para a construção de programas de saneamento com capacidade a nível institucional e comunitário. Por exemplo, no Vietname, 600 trabalhadores comunitários e do governo local receberam formação para saber como implementar programas de saneamento nas comunidades e escolas. No Sudão, mais de 200 membros das comissões de aldeias receberam formação sobre o funcionamento e a manutenção de instalações sanitárias e de água.
  • Nos nove países, mais de mil aldeias passaram pela “implementação”, uma técnica concebida para ajudar as pessoas a compreender a ligação entre a defecação a céu aberto e as doenças e estimular as comunidades a agir. Por conseguinte, 78 comunidades no Gana puseram fim à defecação a céu aberto, enquanto na Gâmbia, 100 aldeias acabaram com a defecação a céu aberto. Em 2012, o Sudão do Sul celebrou pela primeira vez a existência de uma aldeia sem defecação a céu aberto e está a fazer progressos satisfatórios na expansão do programa.
  • No Gana, Nicarágua e Sudão, as crianças em idade escolar estão a ter acesso a saneamento, água potável e instalações sanitárias.
  • Estão a ser feitos esforços para criar capacidades locais para fornecer produtos e serviços de saneamento na Gâmbia, no Paquistão, nas Filipinas, no Sudão do Sul, no Sudão e no Vietname. Por exemplo, 150 pedreiros locais receberam formação sobre a construção de latrinas na Gâmbia. No Paquistão, foram estabelecidos modelos de mercado de saneamento com a construção de quase 8000 “latrinas de demonstração”.
  • Em vários países estão a ser aplicadas abordagens inovadoras, por exemplo, na Nigéria, o programa CATS está associado a um programa de nutrição, utilizando os centros de gestão comunitária de desnutrição aguda (Community Management of Acute Malnutrition Centres) como ponto de entrada junto das comunidades. No Paquistão e nas Filipinas, os programas estão a funcionar em zonas propensas a cheias para abranger as pessoas mais necessitadas.

Além de apoiar o programa CATS, a Fundação Unilever está a apoiar outras iniciativas Water, Sanitation & Hygiene (“WASH”) na África do Sul, Turquia e Myanmar. A UNICEF, em parceria com governos locais, vai educar as pessoas sobre saneamento e higiene adequados e garantir a disponibilidade e a utilização correta de instalações WASH.

Juntamente com a UNICEF, estamos a criar um futuro mais sustentável para as próximas gerações.

1WHO/UNICEF Joint Monitoring Programme: Progress on Drinking Water & Sanitation. 2012 update.

2Sanitation Drive to 2015: Planner’s Guide – Fact Sheet 4, 2012.

3UNICEF/OMS: Diarrhoea: Why Children are Still Dying and What Can be Done.

Back to top