Toggle Pesquisar

  1. Home
  2. Empresa
  3. Quem somos
  4. A nossa história
  5. 2000 - 2009: Traçar novos caminhos

2000 - 2009: Traçar novos caminhos

Conforme os desafios enfrentados por empresas, ambiente e comunidades vão aumentando, a Unilever transforma-se estratégica e organizacionalmente para assegurar que permanecemos uma empresa sustentável.

Anúncio do gelado Ben & Jerry’s Fairtrade Chunky Monkey de 2008

Conforme os hábitos de compra das pessoas mudam e os consumidores se tornam mais motivados social, ambiental e civicamente, a Unilever também adota mudanças, tanto na forma como o nosso negócio é estruturado como na nossa forma de pensar. A nossa estratégia de “Path to Growth" (Caminho para o Crescimento) leva a mais aquisições e à racionalização de instalações de fabrico e produção para criar centros de excelência. O programa “One Unilever" alinha a empresa por detrás de uma única estratégia, simplificando o nosso negócio e alavancando o nosso alcance de forma mais eficaz.

Também construímos a nossa longa história de propósito social integrando ainda mais pensamento sustentável nas nossa atividades diárias.

Em 2002, a marca Lifebuoy lança o seu programa de educação de higiene “Swasthya Chetna", que fará uma diferença na vida de 120 milhões de pessoas em áreas rurais da Índia, enquanto em 2004 nos tornámos um membro fundador da Roundtable on Sustainable Palm Oil (RSPO-Mesa-Redonda sobre Óleo de Palma Sustentável). Em 2008, tentando ajudar a parar a desflorestação, anunciamos o nosso compromisso em retirar todo o nosso óleo de palma de fontes sustentáveis certificadas até 2015.

Conforme a década se vai aproximando do final, o mundo inteiro está a viver incerteza económica e ambiental sem precedentes. As alterações que a Unilever tem adotado resultam no lançamento da estratégia “Compass" (Bússola) em 2009, que nos prepara para enfrentar a próxima década com um modelo de negócio verdadeiramente sustentável: para duplicar o tamanho do nosso negócio enquanto reduzimos o nosso impacto ambiental.

Destaques

2000

A Bestfoods junta-se à Unilever na segunda maior aquisição em liquidez na história. Outras aquisições incluem a Slim-Fast Foods, Ben & Jerry’s e a empresa de produtos culinários Amora-Maille em França.

Lançámos o Unilever Health Institute – um centro de excelência em nutrição, saúde e vitalidade.

2001

Em 2001 a Unilever reduziu as nossas marcas de 1.600 para 900. A DiverseyLever, Elizabeth Arden e a Unipath são vendidas.

2002

O nosso portefólio é remodelado e melhorado através de aquisições e da venda de 87 empresas, criando 6,3 mil milhões de euros de produto de venda.

2003

O Unilever Health Institute abre centros regionais em Banguecoque, Tailândia e Acra, Gana.

A nossa Política de Nutrição e a Academia de Saúde e Nutrição são lançadas.

2004

A missão Vitalidade é lançada e nasce a nova marca da Unilever, incluindo o novo logotipo que representa a diversidade da Unilever, dos nossos produtos e dos nossos colaboradores.

2005

A Unilever vende a Unilever Cosmetics International (UCI) à Coty Inc dos Estados Unidos. A venda está em sintonia com a estratégia da Unilever para se concentrar em categorias principais.

O Programa de Melhoria de Nutrição é concluído, através do qual 16.000 produtos são avaliados em relação aos níveis de gorduras trans, gorduras saturadas, sódio e açúcares, e, onde necessário, são tomadas medidas.

2006

Antony Burgmans abandona a Presidência após ter estado com a empresa durante mais de 35 anos. Michael Treschow é o seu sucessor como o primeiro Presidente independente do Conselho de Administração da Unilever.

Nova tecnologia ajuda a criar o Small & Mighty, o primeiro detergente líquido para roupa superconcentrado que tem um terço da embalagem, usa um terço de água e um terço do transporte dos líquidos diluídos.

2007

A Unilever anuncia acordos para adquirir a marca de bebidas de vitalidade Buavita na Indonésia e a Inmarko, a empresa de gelados líder na Rússia.

A Unilever assume o compromisso de que todo o nosso chá é de origem sustentável e ética, pedindo à Rainforest Alliance para começar a auditar os nossos fornecedores de chá com efeito imediato.

2008

Anunciamos a venda de várias empresas incluindo a nossa empresa de lavandaria na América do Norte, a nossa empresa de óleo alimentar na Costa do Marfim, as nossas participações e plantações de palmeiras oleaginosas locais, Palmci e PHCI, a empresa de azeite e vinagre Bertolli ao Grupo SOS.

Comprometemo-nos a mudar para fontes de óleo de palma sustentáveis até 2015, adquirindo o nosso primeiro lote de óleo de palma sustentável certificado em novembro.

Pelo décimo ano consecutivo, a Unilever é nomeada líder do setor alimentar no Dow Jones Sustainability Indices – a única empresa a obter esse reconhecimento.

2009

Paul Polman assume o cargo de Chief Executive Officer a 1 de janeiro, sucedendo a Patrick Cescau, que se reformou após 35 anos ao serviço da empresa.

A Unilever adquire 185.000 toneladas de óleo de palma sustentável por meio de certificados GreenPalm, contabilizando cerca de 15% das suas necessidades totais.

Cerca de 80% de saquetas de chá Lipton Yellow Label e PG Tips vendidos na Europa Ocidental são de origem de quintas certificadas. O chá da Rainforest Alliance Certified também fica disponível nos Estados Unidos, Japão e Austrália.

Aproximadamente 17 milhões de refeições escolares são fornecidas a 80.000 crianças através da nossa parceria com o Programa Alimentar Mundial(WFP).

Perto do final do ano, a Unilever lança a nossa visão renovada: duplicar o tamanho da nossa empresa reduzindo ao mesmo tempo o nosso impacto ambiental.

Back to top