Estamos muito satisfeitos por sermos novamente classificados como líder global em sustentabilidade corporativa no inquérito anual compilado pela GlobeScan e SustainAbility.

Este inquérito reúne as opiniões de especialistas de negócios, do governo, de ONGs e académicos. O seu objetivo é acompanhar a evolução da agenda de sustentabilidade e descobrir as visões dos stakeholders sobre quais as empresas líderes e porquê.

Este ano, mais de 700 especialistas em mais de 70 países foram solicitados a indicar, de forma espontânea, os nomes das empresas que consideram líderes na integração da sustentabilidade nas suas estratégias de negócio.

Fomos mencionados por 42% dos que responderam – isso representa um aumento de cinco pontos em relação ao nosso resultado de 2019.

Fazem igualmente parte da lista deste ano a Patagonia (26%) e a IKEA (14%), seguidas pela Interface e pela Natura, ambas com 8%.

A GlobeScan também analisa os resultados por região. A Unilever, a Patagonia e a IKEA ocupam as posições 1-2-3 na América do Norte, Europa e Ásia-Pacífico. Em África, somos os primeiros, mas a Anglo American vem em segundo, à frente da Patagonia. Na América Latina, a empresa de cosméticos Natura é a nº 1, com a Unilever em segundo e a IKEA em terceiro.

Como refere a Chief Sustainability Officer Rebecca Marmot: “Essa extensão geográfica de liderança é uma mudança notável em relação aos anos anteriores. Isso indica que a nossa estratégia para democratizar a sustentabilidade através de nosso Compass está a ser reconhecida externamente no terreno, onde realmente importa”.

Temos orgulho das nossas conquistas, mas ainda há mais a fazer

Alcançamos pela primeira vez o topo no inquérito da GlobeScan em 2011, poucos meses depois de lançarmos o Plano de Sustentabilidade da Unilever (USLP).

As metas do Plano para 2020 consistiam em melhorar a saúde de mil milhões de pessoas, obter 100% das nossas matérias-primas agrícolas de origem sustentável e reduzir para metade o impacto ambiental causado pelos nossos produtos.

Na época, o Senior Vice President da GlobeScan, Chris Coulter, referiu sobre as nossas ambições: “Os parâmetros para a liderança em sustentabilidade foram elevados a um novo nível”.

Então, como temos feito com as nossas metas?

Nos dez anos do Plano, vimos como o nosso trabalho mudou o mundo ao nosso redor – ao capacitar as mulheres, proteger as florestas, melhorar a saúde e ao apoiar a agricultura sustentável.

Por exemplo, ajudámos mais de 1,3 mil milhões de pessoas a melhorar a sua saúde e higiene. Aumentámos a quantidade de matérias-primas agrícolas, provenientes de origem sustentável, de 14% para 62%. E agora estamos a usar uma rede elétrica 100% renovável em todas as nossas fábricas em todo o mundo.

Capacitámos também mais de 2,3 milhões de mulheres, apoiando-as no desenvolvimento de novas competências e expandindo as suas oportunidades. E ajudámos 1,8 milhões de pequenos comerciantes em todo o mundo a ter acesso a iniciativas para melhorar os seus rendimentos.

Estamos orgulhosos das nossas conquistas, mas sabemos que ainda temos muito trabalho a fazer.

Uma estratégia ainda mais ambiciosa

Ainda não cumprimos todas as nossas metas do USLP. E às vezes, aprendemos algumas lições difíceis. Estamos a usar essas lições e a coloca-las no centro de uma estratégia nova e ainda mais ambiciosa.

Por exemplo, consideramos difícil manter e entregar as nossas metas de fornecimento sustentável quando não temos visibilidade total da cadeia de fornecimento de alguns ingredientes. Por mais tempo e dinheiro que possamos investir, nem sempre seremos capazes de entregar uma colheita mais sustentável. Então, o nosso focus é nos ingredientes onde podemos ter o maior impacto.

Da mesma forma, achamos difícil medir o impacto real de muitos dos nossos programas para melhorar as condições de vida e aumentar as oportunidades para as mulheres. É algo em que ainda estamos a trabalhar.

Descobrimos igualmente que, como o ritmo de mudança é rápido, precisamos ser flexíveis para permanecer na vanguarda. Percebemos, por exemplo, que o nosso trabalho com resíduos tinha que ser acelerado para abordar especificamente o plástico. Introduzimos novos compromissos em 2017, seguidos por metas bastante abrangentes em 2019.

E em junho, lançámos novos compromissos e ações ambiciosas para combater as mudanças climáticas, proteger e regenerar a natureza e preservar os recursos para as gerações futuras. Isso inclui zero emissões de todos os nossos produtos até 2039 e uma cadeia de fornecimento sem desflorestação até 2023.

“A nossa visão é ser o líder global em negócio sustentável”, refere Rebecca. “Queremos ser uma empresa que gere valor para todos os stakeholders – socialmente, ambientalmente e economicamente. Faremos mais daquilo que deu certo e corrigiremos o que não deu. E continuaremos a definir para nós metas ainda mais ambiciosas e progressivas”.

Explorar mais sobre estes tópicos
Back to top

LIGUE-SE À UNILEVER

Estamos sempre à procura de ligação com aqueles que partilham o nosso interesse num futuro sustentável.

CONTACTE-NOS

Contacte a Unilever e equipas especialistas para encontrar contactos em todo o mundo.

Contacte-nos