Há um ano, prometemos que até 2025 iriamos reduzir para metade a utilização de plástico virgem nas nossas embalagens e remover integralmente mais de 100.000 toneladas de plástico.

“A cultura descartável e os modelos de negócio descartáveis continuam a dominar as nossas vidas e a prejudicar o nosso planeta”, refere o CEO da Unilever, Alan Jope.

“Apesar das condições desafiadoras, não devemos virar as costas à poluição por plástico. É crucial que nós - e o resto da indústria - mantenhamos o curso, reduzamos a quantidade de plástico que usamos e façamos uma transição rápida para uma economia circular ”.

Apesar das condições desafiadoras, não devemos virar as costas à poluição por plástico.

Alan Jope, CEO da Unilever

Claro que 2020 tem sido um ano bastante diferente de qualquer outro. Mas se há uma coisa que não mudou é o nosso foco em atingir as metas que estabelecemos. Temos o prazer de reportar que estamos no caminho certo para atingir as metas a que nos propomos.

  • Plástico reciclado pós-consumo (PCR) representa mais de 10% da pegada de plástico da Unilever. Isto representa um aumento significativo a partir de 2019 e um sólido progresso em direção à meta de usar pelo menos 25% de PCR até 2025. Esperamos também duplicar o uso de PCR nos próximos 12 meses.
  • Estamos a usar materiais alternativos ao plástico sempre que tal é possível, como por exemplo nas embalagens de gelados feitas à base de papel que irão economizar cerca de 4,500 toneladas de plástico.
  • Continuamos a testar novos modelos de embalagens de recarga e reutilizáveis . Temos equipas dedicadas para escalar o trabalho nesta área e estamos a partilhar os nossos conhecimentos.
  • Desenvolvemos roteiros específicos para atingirmos a nossa meta de ajudar a recolher e processar mais embalagens de plástico do que as que vendemos.

Menos plástico. Melhor plástico. Sem plástico

Os nossos planos para reduzir os resíduos de plástico são sustentados por uma estrutura clara: iremos usar menos plástico, melhor plástico e zero plástico.

Os nossos projetos sobre “menos plástico” incluem embalagens mais pequenas cujo conteúdo quando diluído com água, fornece o mesmo resultado que o conteúdo das embalagens standard. Entre estas estão as embalagens de amaciador para a roupa ultraconcentrado de Comfort que têm uma dosagem mais pequena que qualquer outro produto no mercado. Lançámos igualmente champôs e condicionadores concentrados de Love Beauty and Planet que proporcionam o mesmo número de utilizações e metade da quantidade normal de plástico.

O nosso trabalho no que respeita a utilização de “melhor plástico” inclui a mudança das garrafas de Dove para 100% recicladas na Europa e América do Norte. OMO (Skip) lançou garrafas de detergente líquido 100% recicláveis , 50% PCR, com uma fórmula reforçada com removedor de nódoas à base de plantas – uma inovação que faz parte da iniciativa “Futuro Limpo” para reduzir a pegada de carbono das marcas de limpeza e lavagem de roupa. Entretanto, Magnum vai lançar 7 milhões de embalagens de gelado feitas com plástico reciclado próprio para alimentos.

As nossas iniciativas sobre “sem plástico” também estão a ganhar ritmo. A marca de limpea de casa, Seventh Generation lançou uma linha zero plástico vendida em embalagens de cartão. A marca de chá PG Tips lançou saquetas de chá biodegradáveis e será uma marca sem plástico até 2021. No Chile, lançámos um programa piloto em parceria com a startup Algramo, permitindo aos consumidores encomendar, por meio de uma aplicação, recargas de produtos das nossas marcas de limpeza de casa que lhes são entregues em casa através de sistema de distribuição de triciclo.

Recolher e processar o plástico

Estamos também a trabalhar para reduzir a poluição por plástico, ajudando a recolher e processar embalagens de plástico.

Estamos a trabalhar com parceiros em vários países para o conseguir fazer. Isto inclui investimentos diretos e parcerias na recolha e processamento de resíduos, criando capacitação através da compra de plásticos reciclados e através do apoio a modelos de responsabilidade ampliada do produtor bem planeados, nos quais pagamos diretamente pela recolha das nossas embalagens.

Na Índia, por exemplo, estamos a trabalhar com o Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas para proteger a subsistência das pessoas que apanham lixo e para ajudar a segregar, recolher e reciclar embalagens. A parceria alcançou mais de 33.000 famílias e recolheu 2.500 toneladas de resíduos plásticos até agora mas, irá ser dimensionado para incluir mais famílias nos próximos anos.

Entretanto na Indonésia, apoiámos comunidades em 18 cidades para desenvolver sistemas em que possam recolher e vender resíduos. Estamos a usar o “Google My Business”, uma plataforma que permite aos consumidores aceder à localização de bancos de lixo próximos através do Google Maps. Atualmente, 289 bancos de resíduos podem ser pesquisados na ferramenta digital, e a meta é disponibilizar 2.000 bancos de resíduos por meio do Google Maps até ao final de 2020.

Quix and Omo bottles with a Algramo van in the background

Tomar medidas para uma revolução de recarga-reutilização

Como parte da atualização de hoje, estamos a partilhar pela primeira vez as aprendizagens e conhecimentos desenvolvidos sobre modelos de recarga e reutilização. Mais inovações incluem os concentrados de OMO que alcançaram 30% dos consumidores de OMO 3L no Brasil para o formato de recarga em casa e as recargas de Cif que economizaram 171 toneladas de plástico.

Testámos vários métodos diferentes de recargas e reutilização no ano passado, e é claro que não existe uma abordagem única para todos. Privilegiamos sistemas simples que minimizem as barreiras de entrada e limitem a mudança de comportamento que o consumidor necessita de adotar. Os nossos projetos piloto irão ajudar-nos a identificar e dimensionar soluções que funcionam melhor.

Consolidámos a nossa pesquisa, projetos piloto, sucessos e aprendizagens e agora estamos a reunir tudo numa página dedicada em Unilever.com.

“Para enfrentar a raíz do problema dos resíduos de plástico precisamos pensar de forma diferente sobre as embalagens. Precisamos de inovações ousadas que desafiem os designs, materiais e modelos de negócio existentes. A nossa prioridade é repensar fundamentalmente a abordagem às embalagens e preparar o caminho para novas soluções, como formatos reutilizáveis e de recarga,” explica Richard Slater, Chief R&D Officer da Unilever.

“Ao adotar uma mentalidade de “testar, aprender e refinar”, desenvolvemos soluções inovadoras que ajudarão as pessoas a reduzir o uso de plástico para sempre.”

“Ainda é cedo. Mas, ao tornar os formatos de recarga e reutilização amplamente disponíveis, acessíveis e económicos, esperamos usar a nossa escala para impulsionar uma mudança duradoura. ”

Explorar mais sobre estes tópicos
Back to top

LIGUE-SE À UNILEVER

Estamos sempre à procura de ligação com aqueles que partilham o nosso interesse num futuro sustentável.

CONTACTE-NOS

Contacte a Unilever e equipas especialistas para encontrar contactos em todo o mundo.

Contacte-nos