Nos últimos dez anos temos vindo a investir na agricultura sustentável para apoiar os nossos fornecedores na adoção de boas práticas. Alcançamos um progresso tremendo, mas para realmente acabar com o declínio do solo, preservar os recursos hídricos, proteger a biodiversidade, aumentar a resiliência climática e melhorar os meios de subsistência, sabemos que precisamos fazer mais.

É por isso que hoje estamos a anunciar os nossos Princípios da Agricultura Regenerativa, uma nova abordagem para a agricultura que trabalha em harmonia com a natureza para garantir a viabilidade a longo prazo e resiliência da terra.

Como refere Dave Ingram, Chief Procurement Officer da Unilever: “Os ingredientes para a maioria dos produtos da Unilever vêm da natureza, então o futuro do nosso negócio está intimamente ligado à preservação e regeneração de ambientes naturais. Iniciativas como esta fazem mais do que apenas beneficiar o planeta. Para serem considerados bem-sucedidos, também devem beneficiar e melhorar os meios de subsistência dos nossos agricultores, das suas famílias e comunidades vizinhas, criando um ciclo de prosperidade na nossa jornada para que todas as pessoas vivam de forma. ”

Agricultura Regenerativa: levar as coisas a um outro nível

Em 2010, introduzimos o nosso Código de Agricultura Sustentável, que tem sido a Estrela do Norte do nosso programa de origem sustentável e um guia importante para a agricultura sustentável para centenas de milhares de fornecedores, pequenos proprietários e agricultores.

Com base nisso, estamos agora a adicionar novas práticas que visam trabalhar com a natureza para a regenerar. Os nossos Princípios da Agricultura Regenerativa descrevem as cinco áreas prioritárias que acreditamos serem de ação mais urgente e onde podemos alcançar o maior impacto.

Colocar a teoria em ação

Para alcançar a escala e o ritmo de mudança que precisamos ver, iremos trabalhar com agricultores, fornecedores e parceiros em programas em diferentes geografias. Vamos priorizar as nossas principais matérias-primas agrícolas - que incluem laticínios, vegetais, grãos, óleo de palma, soja, papel e cartão, coco, cacau e chá - por causa de seu impacto na terra e a sua contribuição para o nosso gás com efeito de estufa ou pegada humana. Aqui estão apenas alguns exemplos de programas já em andamento.

De “causar menos danos” a “fazer mais o bem”

Continuaremos a defender e a liderar a transformação das cadeias mundiais de fornecimento em direção a modelos mais sustentáveis e regenerativos. Isso exige que empresas como a nossa trabalhem com governos e a sociedade civil para alcançar o desenvolvimento sustentável e fazer com que todas as pessoas vivam de forma sustentável.

Como refere Hanneke Faber, Presidente de nossa divisão Foods & Refreshment: “Para nós não é suficiente causar menos danos. Agora estamos a procurar oportunidades para fazer mais o bem. Com a nossa escala e influência, temos um papel crucial a desempenhar na liderança da mudança sistémica que o nosso planeta implora.”

Back to top

LIGUE-SE À UNILEVER

Estamos sempre à procura de ligação com aqueles que partilham o nosso interesse num futuro sustentável.

CONTACTE-NOS

Contacte a Unilever e equipas especialistas para encontrar contactos em todo o mundo.

Contacte-nos