1. Home
  2. Vida sustentável
  3. Viver o nosso propósito

Viver o nosso propósito

A Unilever tem assistido a 8 anos de evolução na sua primeira linha, com um crescimento em média duas vezes superior ao mercado geral, enquanto simultaneamente melhora as gamas inferiores.

Discurso de Paul Polman

Algo que não é fácil de conseguir no ambiente atual. Sem surpresas, os nossos acionistas beneficiaram de um retorno superior a 200%.

Para a Unilever, o retorno dos acionistas é um resultado daquilo que fazemos, mas não daquilo que somos. Durante mais de cem anos, o nosso objetivo tem sido melhorar a vida dos cidadãos em todo o mundo, um dia e uma pessoa de cada vez.

Com o compromisso de tornar a higiene algo comum e melhorar vidas, William Lever focou-se naquilo que chamou de 'prosperidade partilhada'. A nossa missão não sofreu grandes alterações desde então, e com o Plano de Sustentabilidade Unilever (USLP) continuamos a demonstrar que existe um modo diferente de conduzir o negócio - um que se baseia em múltiplos intervenientes ao invés de um foco único nos acionistas.

Efetuámos grandes progressos. Os nossos resultados demonstram que é bom para o negócio, com provas crescentes que as nossas marcas orientadas por propósitos se comportam melhor. As nossas 18 Marcas Sustentáveis cresceram 50% mais rápido que as restantes e representam 60% do crescimento total. Estamos já a alcançar centenas de milhões com programas de saúde e higiene, e a fornecer meios de subsistência a outros milhões, especialmente através do nosso foco na capacitação feminina.

O USLP tem também orientado a nossa atividade de fusões e aquisições, incluindo as aquisições no ano passado da Blueair, uma empresa focada na purificação do ar, e a Seventh Generation, uma empresa de cuidados pessoais e domésticos que utiliza ingredientes à base de plantas, e que pensa sete gerações à frente relativamente a tudo aquilo que faz.

Além de tudo isto, somos orientados pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU que, respondendo aos maiores desafios da humanidade, fornecem também uma enorme oportunidade para o crescimento responsável. De facto, a Comissão para os Negócios e o Desenvolvimento Sustentável, sob a incrível liderança de Mark Malloch Brown, calculou que os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável oferecem uma oportunidade económica de $12 biliões e podem criar até 380 milhões de novos postos de trabalho.

Numa altura em que existem dificuldades no crescimento das nossas economias e na criação de emprego, o custo de não agirmos é cada vez mais caro. Com 9% do PIB global dedicado à prevenção de conflitos ou a guerras, e com as alterações climáticas a custarem 5%, é fácil ver a razão - tanto moral como económica - que nos força a agir.

As empresas incapazes de demonstrar que estão a ter impactos positivos na resposta a desafios como a fome, as alterações climáticas, a igualdade de géneros ou o acesso à educação irão dentro em breve, na minha ótica, cessar a sua razão para existir. Não existem casos de negócio para a manutenção da pobreza e nenhuma razão para aceitar empresas que são geridas para o benefício de alguns e com custos elevados para a maioria dos restantes.

Existem ainda muitos desafios a ultrapassar, incluindo o foco dos mercados financeiros no curto prazo, a dificuldade em quantificar o verdadeiro valor do capital social ou ambiental, e o facto dos sistemas políticos estarem habitualmente demasiado focados no próximo ciclo eleitoral ao invés da próxima geração.

O nosso trabalho com muitos parceiros valiosos tem-nos permitido efetuar bons progressos na direção das nossas metas e temos aprendido com a nossa experiência bem como com os nossos erros. Contudo, enquanto muitos dos nossos concidadãos se continuarem a sentir excluídos da oportunidade a uma vida decente ou à igualdade de oportunidades, não existe razão para festejar.

Simplesmente e humildemente solicitamos a vossa continuada ajuda. É apenas com parcerias profundas, baseadas na confiança e respeito mútuos, na inclusão e pensamento intergeracional, que poderemos solucionar os nossos muitos desafios. Mais que nunca, estamos comprometidos a utilizar o USLP como um modelo para o crescimento. Juntos podemos criar um mundo melhor para todos, no presente e para as gerações vindouras.

Paul Polman signature

Paul Polman, Chief Executive Officer, Unilever

Back to top